Guia básico do espanhol para viagens de negócios

03 de septiembre de 2018
Guia básico do espanhol para viagens de negócios

 

O espanhol é um idioma cada vez mais requisitado no mercado de trabalho, tanto que, de acordo com pesquisa da Catho, um gerente que domina a língua recebe, em média, 29,7% a mais do que um profissional sem esse conhecimento. Por outro lado, a consultoria PageGroup mostra que apenas 9% dos executivos brasileiros são fluentes no idioma.

Sabe por que isso acontece? Porque o brasileiro tem a mania de achar que sabe falar espanhol e que, por isso, não precisa de um curso para aprender a língua. Mas quem já precisou se comunicar, principalmente em ambiente profissional, sabe que o “portunhol” mais atrapalha do que ajuda.

Apesar de terem a mesma raiz, o português e o espanhol têm muitas diferenças. E os falsos cognatos estão aí para provar.

O melhor mesmo é se matricular em um curso de espanhol. E hoje não faltam opções que aliam eficiência e praticidade, como os cursos online por videoconferência.

E para quem já iniciou os estudos e não está 100%, mas tem viagem marcada para um país de língua espanhola e não quer pagar “mico”, separamos algumas dicas. Confira!

  1. Reduza o ritmo da conversa

Para o brasileiro, sempre fica a impressão de que espanhóis ou os nossos vizinhos latinos falam rápido demais. Isso varia de país para país, mas o importante é não deixar que essa característica “apressada” dificulte a comunicação com os falantes da língua.

Sendo assim, fica a dica: não tente apressar o ritmo. E, casa esteja difícil para compreender, peça que falem mais devagar. Isso é melhor do que pedir, a todo tempo, que repitam o que foi dito.

2. Esqueça o portunhol

O portunhol é uma tentativa de ser compreendido, mas a verdade é que nem sempre é bem visto pelos nativos.

Por outro lado, se você tentar falar espanhol de verdade, sempre haverá alguém disposto a ajudar. E o esforço para compreender será maior. Acredite!

Caso não consiga falar algo em espanhol, diga em português, bem devagar. Mas, de forma alguma, invente palavras ou frases misturando os dois idiomas. Isso só dificultará a compreensão.

3. Conheça palavras e expressões básicas para viagens

Algumas palavras e expressões são essenciais para quem vai viajar para um país de língua espanhola. Com elas você conseguirá se apresentar, fazer uma reserva, pedir uma orientação. Além disso, demonstrará cordialidade. Veja só:

Saudações

Hola: Oi
Buenos días, Buenas tardes/noches: Bom dia, Boa tarde/noite
Gracias: Obrigado
Permiso: Com licença
¿Qué tal?: Tudo bem?
Hasta luego: Até logo
Perdón: Desculpe
Que te vaya bien: Se cuida

Perguntas importantes

¿Dónde se encuentra (…)/Dónde está (…)?: Onde fica (…)?
¿Cuánto cuesta (…)?: Quanto custa (…)?
¿Cuál es su nombre?: Qual é o seu nome?
¿Qué pasó?: O que aconteceu?

Refeições

Desayuno: Café da manhã
Almuerzo: Almoço
Cena: Jantar
Carta: Menu
Vacuno: Carne vermelha
Pescado: Peixe
Pollo: Frango
Cerdo: Porco

4. Fique atento ao vocabulário de negócios

Algumas expressões são muito usadas no ambiente de negócios. Confira:

  • Necesito hablar con el director – Preciso falar com o diretor
  • La reunión será a las 2:00 – A reunião será às 2 horas
  • Contrato firmado – Negócio fechado
  • Lo sentimos pero no podemos aceptar su propuesta – Desculpe, mas não podemos aceitar a proposta
  • Vamos a hacer la transferencia mañana – Vamos fazer a transferência amanhã

Mas tenha cuidado com os falsos cognatos:

  • margen de ganancia – margem de lucro
  • intereses – lucros
  • presupuesto – orçamento
  • depurar las cuentas – apurar as contas

Com essas dicas, você conseguirá se sair bem em uma viagem, inclusive de negócios. Mas não se esqueça que, para que uma negociação se transforme em contrato assinado, você precisará mais do que isso. Entre em contato conosco e conheça nossa metodologia exclusiva.

 
 Compartir noticia