Como a América Latina festeja o Carnaval

01 de Marzo de 2019
Como a América Latina festeja o Carnaval

 

O Carnaval do Brasil é, sem dúvida, a maior festa popular do planeta. Nosso país é reconhecido mundialmente por sua maneira grandiosa de celebrar essa data.
Mas não podemos nos esquecer que outros países também mantêm tradições de Carnaval que reúnem pessoas em um clima de diversão e liberdade.
Quer conhecer algumas particularidades do Carnaval em alguns países da América Latina? Então, siga a leitura do post que preparamos sobre o tema!

 

Uruguai
É considerado o Carnaval mais longo do mundo. Estende-se por, praticamente, todo o mês de fevereiro. São tradicionais as “comparsas” e grupos com seus tamborins tocando pelas ruas.
Não se parece nada com o Carnaval brasileiro!
Também são comuns os “tablados”e “murgas”, que são grupos de músicos amadores que se juntam para cantar nessa festa.
Turistas de todo o mundo vão para o Uruguai para prestigiar esse Carnaval único.

 

Colômbia
A UNESCO considerou o Carnaval de Barranquilla, uma cidade colombiana, como patrimônio intangível da humanidade. Isso mesmo!
Trata-se de um dos carnavais mais antigos da América Latina e mistura as culturas europeia, africana e indígena.
Com desfiles muito parecidos com os do Brasil, a festa tem início com os carros alegóricos e grupos de foliões fantasiados que dançam a “cumbia” e a “garatuja”.

 

Argentina
Os fins de semana de janeiro e fevereiro são totalmente dedicados ao Carnaval em Gualeguaychú, cidade da Argentina que fica a 225 km de Buenos Aires. A localidade é famosa também por suas belas praias e termas .
Nos desfiles, que são considerados uns dos melhores do mundo, as cinco escolas (conhecidas como “comparsas”) competem pelo título de campeã e a que se consagra desfila para cerca de 40 mil pessoas em um palco criado exatamente para isso.

 

México
O Carnaval mais reconhecido e alegre do México acontece na cidade de Veracruz. Ele existe desde 1866. Primeiro, era uma festa de máscaras. Depois, a partir de 1925, começaram os desfiles e, dessa forma, o Carnaval é celebrado até hoje em Veracruz.
São seis horas de desfiles em uma avenida de 1,8 km de extensão. O ritmo predominante é o “danzón”, mas há uma diversidade cultural que os grupos folclóricos e musicais fazem questão de garantir.
Os foliões aproveitam essa cidade que é um porto comercial importante do México e que tem uma gastronomia regional muito apreciada.

 

Bolívia
A festa boliviana é conhecida como Carnaval de Ouro e foi considerada Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2008.
Mescla elementos da cultura indígena pré-colombiana com celebrações da religião católica. Para se ter uma ideia, tudo começa com o pedido de bênçãos dos grupos folclóricos à Virgem del Socavón, padroeira da cidade.
Muito tradicional no Carnaval boliviano é o pássaro azul, uma espécie de cachaça feita a partir da cana-de-açúcar de tonalidade azulada.

 

Equador
Na cidade de Guaranda, capital da província de Bolívar, a quatro horas da capital Quito, os foliões brincam com ovos, farinha e água.
Também acontecem os desfiles de carros alegóricos ao som das tradicionais Diabladas Equatorianas, um ritmo típico do país.
Grupos folclóricos se apresentam e muitos fazem reverências a La Pachamama (Mãe Terra) para agradecer tudo o que o planeta nos oferece.
Enfim, cada país celebra o Carnaval a seu modo, mas sempre com muita alegria! Quer saber mais sobre a cultura dos nossos vizinhos latino-americanos?

 

Entre em contato conosco e conheça nossos cursos. Aqui na Espanhol Fluente acreditamos que o aprendizado do idioma precisa vir acompanhado de uma imersão cultural, o que facilita, até mesmo, nos negócios.

 
 Compartir noticia