A neuroplasticidade comprova a importância dos desafios

26 de Enero de 2018
A neuroplasticidade comprova a importância dos desafios

A ciência vem colaborando muito com os estudos da linguagem e quando se trata de idiomas, a neuroplasticidade é uma grande aliada.

Mas, afinal, o que é neuroplasticidade?

Saiba que em seu cérebro, as células nervosas (neurônios) enviam sinais entre elas formando conexões que permitem tudo, desde movimentos corporais até pensamentos e emoções. Essas redes são como estradas e quanto mais vezes elas são usadas, mais estabelecidas estão no cérebro – assim como uma estrada ou caminho se torna muito conhecido e usado ao longo do tempo.

Existem diferentes formas de funcionamento da neuroplasticidade. O cérebro pode formar novas conexões, produzir novas células, bem como esculpir conexões existentes para ser mais eficiente. Como nossos cérebros ao nascer contêm muito mais células das que precisamos para um ótimo funcionamento, esculpir é a forma mais comum de neuroplasticidade à medida que nos desenvolvemos. Esta é a forma como o cérebro é eficiente perdendo as células dos caminhos que não usamos mais.

A neuroplasticidade não é boa ou ruim, é neutra e sempre está acontecendo. Hoje estamos aprendendo que podemos moldar nossos cérebros em hábitos mais benéficos e adaptativos. O convite é usar essas ideias para cultivar o bem-estar em sua própria vida.

Imagine o quanto novos desafios ativam nossos neurônios!!! Quando é dada uma situação desafiadora, algo que o cérebro não encontrou antes, ele pode se reorganizar e reestruturar para responder a essa situação. Esses desafios podem ser diários e realmente desafiantes, como aprender um instrumento musical ou um novo idioma, por exemplo – quanto mais ele se reorganiza mais torna esse caminho estabelecido.

Além disso, quanto mais frequentemente seu cérebro é exposto a desafios emocionais difíceis que são explorados com sucesso por formas saudáveis de regulação emocional, mais estáveis e duradouras se tornarão as vias neurais que promovem o bem-estar.

Imagine agora esses desafios com o passar dos anos, com a idade adulta, quando muitos dizem “Não vou conseguir nunca fazer isso ou aquilo”. Isso acontece mais constantemente do que se imagina e a neurociência vem comprovando dia após dia, pesquisa após pesquisa, que isso é apenas uma crença, pois os desafios funcionam como um rejuvenescedor de nossos neurônios e cada aprendizado é um exercício extremamente saudável a todos.

Se você acha que nunca poderá aprender um novo idioma, comprove você mesmo! Desafie-se!

Quer saber como são nossos cursos? Entre em contato comigo: anaz@espanhol-fluente.com

Conte com o espanhol-fluente para aprender o idioma espanhol e aprimorar seu vocabulário com aulas particulares em videoconferência.

Informe-se conosco: www.espanhol-fluente.com

 
 Compartir noticia